Motoboys viram mídia em SP

Data:

Motoboys viram mídia em SP

A companhia, que iniciou as atividades em abril desse ano, já tem mais de 400 “motofretistas“ cadastrados, a um custo de R$ 600 por anunciante.

Estão disponíveis dois formatos de anúncio: capacete adesivado na parte de trás (20 cm X 14 cm), ou também nas laterais (25 cm X 7 cm).

De acordo com dados da empresa, cada participante exibe o anúncio 200 mil vezes ao longo dos 300 quilômetros percorridos diariamente, totalizando 4 milhões de visualizações por mês.

A proposta da Helmet tem um lado social, com prêmios para os motociclistas que têm menos multas e reclamações com bonificações anuais de até R$ 7 mil.

“A novidade chama a atenção e ajuda na fixação da mensagem. É literalmente o que buscamos: uma ideia na cabeça” comenta Alexandre Dorigão, fundador da empresa.

Uma revendedora de serviços de telefonia celular é a primeira cliente da agência.

      
Os profissionais passam por cursos de direção e reciclagem, e ganham equipamentos de segurança.

As empresas de frete cujos profissionais acumulem infrações graves são descredenciadas do programa.





DEIXE SEU COMENTÁRIO: